segunda-feira, 7 de julho de 2014

Caminho

Derreteste o meu sorriso com a sua frieza
Agora - a caminho do sol - atravesso endereços sombrios da solidão
Eu não tenho mais medo: sei para onde vou...
Mesmo que uma chuva desabe dos meus olhos:
Já tenho abrigo em meu silêncio
Saiba que por você mudaria situações só para ter você mais perto...
Quem sabe agora  distante – perdida
Eu consiga encontrar a partida para o meu destino

0 comentários: