domingo, 26 de setembro de 2010

Gosto de cigarro

Hunmm... lembrei do
beijo com gosto de cigarro.

Não! eu não posso
deixar sermos sólidos de nós mesmos,
apenas participar de
nossa infinita poesia.

Será a nossa poesia um
remédio pra esquecer o nosso passado?

Talvez um passado de
inferno para nós dois,
venha pro meu paraíso!


0 comentários: