terça-feira, 7 de julho de 2009

Oração

A Casa de meu Pai tem muitas moradas.
O universo é meu lar.
Não conheço fronteiras.

Pequeno verme num pomar de estrelas,
deu-me o pai infinitas vidas
para em todas ardê-las.

No seio de meu Pai estou, mesmo na queda.
Sem desespero encaro
minha pobre verdade.

E sei, por este mesmo anseio de alto,
que — além da eternidade —
me espera a eternidade.

0 comentários: