quarta-feira, 5 de março de 2008

Balões

Por que é triste a beleza?

O belo perceptível
é uma ilusão de abraço
entre o aqui e o invisível.

É mera tentativa,
a beleza tocável,
de ponte — escassa e breve —
entre o real e o ilocável.

Por isso o belo é apenas
o sustentar de um dó,
e sua fruição
cabe num peito só.

É gesto solitário
antes que a ansiada união.
Arremedo de céu
que estoura ao rés do chão.

Anderson Braga Horta

0 comentários: